ESO Very Large Telescope (VLT) - Paranal
Caso de Sucesso ESO Very Large Telescope (VLT) - Paranal

A ESO: Very Large Telescope, no Chile

Em fevereiro de 2001, a humanidade abriu um assombroso e novo olho até o Universo: tratava-se do Very Large Telescope (VLT, por sua sigla em inglês). O VLT proporciona aos pesquisadores imagens extremamente nítidas que podem ser obtidas graças a sua muito elevada precisão de posicionamento de todos os elementos deste novo observatório. Para atingir estes objetivos, foi utilizada a tecnologia da Leica Geosystems. O VLT da Organização Européia para a Pesquisa Astronômica no Hemisfério Austral (ESO) localizado no Observatório Paranal (Atacama, Chile) é o maior telescópio óptico do mundo e o mais avançado. Foi construído como um projeto conjunto por parte de oito países europeus.

Consiste de quatro unidades telescópicas refletoras de 8,2 m e diferentes telescópios auxiliares móveis de 1,8 m, cujos raios de luz podem ser combinados no interferômetro do VLT (VLTI), Graças à sua resolução óptica sem precedentes e à sua área de superfície sem igual, o VLT produz imagens extremamente nítidas e pode registrar luz a partir dos lugares menos visíveis e mais remotos do Universo. O Observatório Paranal está localizada no topo do morro Paranal no deserto do Atacama, no norte do Chile, uma área que é considerada a área mais árida da Terra. O Morro Paranal é uma montanha de 2.635 m de altura, uns 120 km ao sul da cidade de Antofagasta e a 12 km terra adentro desde a costa do Pacífico.

As coordenadas geográficas são 24o 40' S, 70o 25' W. Escolheu-se o Morro Paranal pelas suas excelentes condições atmosféricas e certamente também pela sua remota localização, a qual garante que as observações astronômicas possam ser efetuadas com segurança e sem que as atividades humanas adversas, por exemplo, pó e luz das estradas e das minas, provoquem interferências. Para a construção astronômica deste complexo, foi necessário utilizar a mais alta tecnologia. Com o propósito de garantir a máxima qualidade e precisão para a sua gigantesca construção, foram utilizados instrumentos da Leica Geosystems muito precisos e sofisticados: teodolitos Leica TM5100A e estações laser Leica TDA5005. O representante da Leica Geosystems no Chile, a Cientec Instrumentos Científicos S.A., em Santiago, brindou o suporte na aplicação.

Por Gabriel Garland

Entre em contato

>> Contatos

Aqui você encontra os contatos de Vendas, Pós-Venda e Suporte para sua região.

» Formulário de Informação Entre em contato usando o Formulário de Informação.


Print Print