BIMAQ - Bremen
Caso de Sucesso BIMAQ - Bremen

A prova de fogo: Os cientistas usam a tecnologia de medição 3D nos métodos de pesquisa para a produção de componentes metálicos.

De um modo geral, a cidade de Bremen é conhecida por seus famosos Músicos da Cidade. No entanto, os engenheiros apaixonados sabem que a Engenharia de Distorção (Distortion Engineering) é a nova marca desta cidade hanseática. O termo foi cunhado pela Universidade de Bremen, onde em 2001, o programa de pesquisa especial 570 foi criado com o mesmo nome, o qual angaria fundos da Fundação Alemã de Pesquisa (DFG). O Instituto de Metrologia, Automação e de Ciência Qualitativa de Bremen (BIMAQ) participa ativamente no programa. O Instituto utiliza uma máquina Leitz Reference para tentar e pesquisar as causas de distorções em típicos componentes automotivos. Outro projeto BIMAQ é dedicado à energia eólica: pretende-se que as medições de componentes de engrenagens de grande volume proporcionem informações valiosas para a otimização da produção.

O BIMAQ pode se orgulhar de ter um laboratório de medições, bem equipado. Em uma sala de medição com ar condicionado e uma área de 160 m2 , o Instituto mantém coordenadas de alta precisão, a roda de engrenagens e instrumentos de medição de rugosidade de cada tipo e descrição, além de outros sistemas de medição para ensaios de processos e análises de zonas de bordas não destruidoras utilizando sensores e sistemas de mancais tácteis, ópticos, térmicos, magnéticos e acústicos. Bem no centro se encontra a máquina Leitz Reference com um range de medição de 1.000 x 700 x 600 mm e o software de medição QUINDOS 7.A.

Os cientistas utilizam a MMC para estudos detalhados das distorções típicas das dentadas da roda de engrenagens de automóveis. O Centro de Pesquisa Colaborativa da Engenharia de Distorção foi criada em 2001. “Estamos agora no último dos três estágios e estamos voltando a nossa atenção às dentadas da roda de engrenagens, diz o chefe do Instituto, o Prof. Dr. Eng.  Nós presumimos que a distorção é o resultado de vários processos de interação. Por este motivo, estamos estudando a cadeia de produção das dentadas das engrenagens das rodas - cada passo, desde os moldes até a usinagem de engrenagens leves e finura da moagem. Os testes envolvem medições de 1.800 engrenagens que cada uma representa um determinado status no processo de produção de multiestágios. Eles foram todos feitos do mesmo lote de aço, todos eles têm um diâmetro de 120 mm e um furo com um diâmetro de 45 mm. O Instituto de Tecnologia de Materiais apóia o BIMAQ em seu empreendimento. Possui os equipamentos e os conhecimentos necessários para produzir essas rodas de engrenagens...

Entre em contato

>> Contatos

Aqui você encontra os contatos de Vendas, Pós-Venda e Suporte para sua região.

» Formulário de Informação Entre em contato usando o Formulário de Informação.


Print Print